Posts Tagged ‘luto’

O que eu li de melhor (útil) no período pós-eleições

19/11/2014

“Acontece que uma coisa nesse país ocorre uniformemente: Não sabemos perder e nem ganhar. Se nos contrariam já torcemos o nariz. Cortamos relação. Falar de separar o país foi a maior piada que li. E ganhar também nos deixa inchado. Imagino que se Aécio tivesse ganhado seria um inferno de posts que falam do fim da corrupção, o que seria outra piada. Já li até que ele ia ter que começar a roubar do zero, outra piada. Nos conformamos em ser roubados parece. Ninguém lembra que temos que cobrar as coisas dos governantes e que nenhum presidente é super herói. Existem hierarquias as quais devem ser recorridas, muitas coisas são responsabilidade do município, (…).
Me cansei de ver que eu fui pra rua por vinte centavos, vai me desculpar se alguém foi por isso. Eu fui pra uma manifestação sem pensar em “esquerda” e “direita”. Eu fui escancarar pro Brasil que não dá mais pra colocar presidente, governador, deputados e essa cambada toda, um atrás do outro, e eles continuarem fazendo m****!”

“Somos todos Brasil! Eu não sou PT. Eu não sou PSDB! Nem partido nenhum!
Não adianta pregar mudança e só se lamentar. Devemos ser eleitores TODOS os dias!”

by Anna Carolina Faria

Featured image

“Para você que está mudando a foto com a imagem da bandeira do Brasil escrito LUTO, deixa eu contar uma coisa:
Do ano de 1964 até 1985 o Brasil viveu sob regime militar, incluindo tortura e censura total, pessoas morriam, eram exiladas e eram mantidas sobre constante pressão e ameaças. Nesse período as pessoas não podiam expressar sua opinião e nem esperar por mudanças, não existia esquerda, nãoexistia direita, exista o regime militar. Não se podia ser comunista ou esperar por melhorias sociais, pessoas eram educadas para serem fantoches do Estado, essa obrigação civil de ir às urnas? Não existia….
Quer saber o que existia? Existiam vítimas, 3 MIL PESSOAS MORRERAM, e outras foram BRUTALMENTE MUTILADAS, pra que esse MALDITO DIA QUE ACONTECEU HOJE pudesse existir. Agora você, sentado atrás de um monitor, se acha no direito de entrar em LUTO, pelo fato de a maioria do seu país ter chego a um consenso através de um direito constitucional e legitimado pelo órgão supremo de seu ESTADO? Tudo bem, talvez o seu candidato não tenha chegado ao poder como esperado, mas você realmente pensa que o que está passando é LUTO? Você tem o direito de se expressar, tem o direito de vomitar em seu teclado o que quiser, mas não deveria falar que está em luto. Sabe quem tem o direito de estar em LUTO? Pais, mães, filhos, e amigos das pessoas que em 1964 sumiram e até hoje não se sabe onde estão, pessoas que não tiveram a oportunidade de chorar sobre o corpo de um amigo. A ignorância é totalmente aceitável, o que não é aceitável é ver pessoas querendo desmembrar seu Estado de um país, fazendo parte de algo maior, que se chama nação. Ainda preciso ler pessoas reclamando do nordeste pela Dilma ter sido maioria? Hoje assim como a cada quatro anos o país viveu um processo democrático, e você não tem o direito de ficar em luto. Pois essa eleição é um direito conquistado sobre o sangue de inocentes, sobre a lagrima de torturados e sobre a saudade de pessoas que nunca mais verão o pai, a mãe, e o filho… Fica somente o sentimento de vergonha, e quer uma dica, troca a foto, ainda dá tempo de você se sentir menos egoísta e hipócrita….

PS: Na foto você tem o Vladimir Herzog, que foi tido como prisioneiro, e que supostamente cometeu suicídio, mas que todos sabem que foi ASSASSINADO, quer ficar em luto, fica por ele, pois graças à pessoas como ele, você pode votar hoje…”

Retirado do facebook de Victor Albuquerque: Post kibado sem vergonha alguma do Alessandro Augusto Arruda Basso, que kibou de Carolina Baghin que, por sua vez, kibou de Lucas Dall’Aqua Di Fonzo.

Anúncios